terça-feira, 13 de março de 2012

Limites...


Aqui cheguei, aos limites
onde não é preciso falar
tudo se aprende com o tempo e o oceano
a lua aparecia 
com as suas linhas prateadas
e aos poucos desfazia-se a sombra
com um golpe de onda
e na varando do mar o dia
abre as asas, nasce o fogo
e tudo continuará azul como amanhã.

Pablo Neruda