quarta-feira, 18 de abril de 2012

"Puericultura em Chão Pobre"...

Lisboa,12 de Maio de 1948

Há quem diga que são rosas,
Mas não são.
Não há rosas andrajosas
Em botão.

Imagem, mesmo que fosse,
Não servia.
O amargo não é doce
Nem sequer na fantasia.


Chamem-lhes pois pelo nome,
Pelo seu nome infeliz
De seres humanos com fome
Na raiz.

Miguel Torga