quarta-feira, 4 de julho de 2012

Querer a eternidade...


Um:
Ó Homem! Presta atenção!
Dois:
O que diz a meia-noite com a sua voz grave? 
Três:
 « Eu estava a dormir. Eu estava a dormir.
Quatro:
« Acordei de um sonho profundo.
Cinco:
« O mundo é profundo.
Seis:
« Mais profundo do que o dia imagina.
Sete:
Profunda é a sua dor,
Oito:
«Mas a sua alegria é ainda mais profunda do que a aflição.
Nove:
«À dor diz:  "desaparece!"
Dez:
«Mas toda a alegria quer ser eterna!»
Onze:
« Quer a eternidade sem fundo!»
Doze:
!...

Nietzsche, Assim falava Zaratrusta