sábado, 26 de janeiro de 2013

O Avestruz Lírico...


Avestruz:
O sarcasmo de duas asas breves
(Ânsia frustrada de espaço e luz,
De coisas frágeis, líricas, leves);

Patas afeitas ao chão;
Voar? Até onde o pescoço dá.
Bicho sem classificação:
Nem cá, nem lá.

Isto sou. ( Dói-me a ironia
 - Pudor nem eu sei de quê.)
Daí a absurda fantasia
De me esconder na poesia,
Por crer que ninguém a lê.

António Manuel Couto Viana, in O Avestruz Lírico