Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Fadiga...


Minha fadiga veste-se de luto
e canta para si mesma em voz de choro,
e a terra esquece as culpas que lhe cabem, 
e arranca dos punhais fulgências de ouro.

Alexandre Pinheiro Torres