sábado, 15 de junho de 2013

Domingo....


Domingo, dia sagrado
A não sei que aspiração
De ter o corpo lavado
Desta nossa condição...

Tudo a rezar pela alma
Que não tem nem pode ter... 
Tudo a pedir uma calma
Que era um crime conhecer.

Parece a roda da lua
Com vontade de rodar 
Na quimera de uma rua
Onde às vezes faz luar. 

Miguel Torga, in Libertação - 1944