Ocorreu um erro neste dispositivo

terça-feira, 16 de julho de 2013

Liberdade de um outro...


Porque é culpa, se alguma coisa é culpa,
não multiplicar a liberdade de um ser amado
de toda a liberdade que em nós possamos achar.
Onde amamos, temos apenas isto:
deixar-nos uns aos outros; porque prender-nos
é-nos fácil e não é preciso aprendê-lo.

Rainer Maria Rilke, Requiem por uma Amiga