domingo, 6 de abril de 2014

Ser ou não ser feliz... que importa?...



"Alguém, vendo-me um dia sorrindo e bem disposto, tendo notado que essa era a minha habitual maneira de ser, disse-me com certa melancolia na voz:

- O senhor deve ser muito feliz na vida!...

E eu respondi-lhe:

-Não. Não sou muito feliz: Não sou sequer feliz. Há lá, porventura, alguém que o seja? Simplesmente sou muito menos infeliz que alguma gente: a que nasce triste e mal humorada. A vida não me poupa  e o meu quinhão de aborrecimentos não é menor que o dos outros. Porém, em vez de o contar ou comentar de lágrimas na voz e rancor na boca, relato-o ou analiso-o com o sorriso nos lábios e a serenidade no coração."

André Brun, in Prolóquio a Os Meus Domingos(1925)