Ocorreu um erro neste dispositivo

sexta-feira, 16 de maio de 2014

No jardim...

Se andava no jardim,
Que cheiro de jasmim!
Tão branca do luar!


Eu tenho-a junto a mim.
Vencida, é minha, enfim,
Após tanto a sonhar...

Porque entristeço assim?...
Não era ela, mas sim
(O que eu quis abraçar)

A hora do jardim...
O aroma do jasmim...
A onda do luar...

Camilo Pessanha  [1867-1926]