Ocorreu um erro neste dispositivo

sábado, 9 de janeiro de 2016

Cântico do sacrifício...


Eu colhi rosas no jardim da vida, 
Mas tive sofrimento;
Sofri tudo porém, sem um lamento
Pois colhi rosas no jardim da vida.

Feri as minhas mãos pelos espinhos,
Vi-as chorando sangue...
Continuei de coração exangue,
Ferindo as minhas mãos pelos espinhos.

Se perfumei o íntimo da alma,
Que importa o sofrimento?
Bendita dor, bendito sofrimento,
Pois perfumei o íntimo da alma.

Norberto Ávila