quinta-feira, 16 de junho de 2011

Verdade?...


Quem diz aí que ama a verdade, neste mundo?

Cega a verdade como um sol por demais vivo,

Esmaga como um peso,

Aterra e atrai como um abismo.

A verdade é perfeita mas é um monstro!

Quem poderá com ela, de entre nós?

Tem mil caras distintas e visíveis,

E uma só verdadeira,

Que não vemos...

Rolão Rebolão, in José Régio, O Príncipe com Orelhas de Burro, cap. V