segunda-feira, 26 de outubro de 2009

O Menino


O Menino não sabe o que tem...

Já não pede cornetas, brinquedos,
Já não pára nas montras bonitas,
Já não pensa ideias esquisitas
de estranhos folguedos...

Vai quieto ao lado da Mãe.

Mas a rua é tão longa, comprida!...
Que terá o Menino lá dentro
P'ra seguir, tão calado, a cismar?...

Nostalgias da tarde perdida?...
O mistério do além, do momento
Novos sonhos da Fada sonhar?...

Fica a gente crescida a cismar
Que terá o menino pequeno...
É a hora em que o sol, a acabar,
Diz adeus, deixa o mundo sereno...

Mas, voz baixa, em súplica, a medo,
O Menino - já sabe o que há -
Murmurando o pedido, a verdade:
- Mamã...quero o Papá...

E a gente descobre o segredo:
...O Menino sentira a Saudade!

Maria Eugénia Ferreira