Ocorreu um erro neste dispositivo

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Amar a criança...

«A criança não pode escolher por si, nem tem experiência, nem espírito crítico para se defender de uma má leitura.»

«O primeiro critério que devemos seguir na escolha de um livro infantil é a qualidade(...). O livro infantil deve ser sensível e apurado para apurar e afinar a sensibilidade da criança(...). Deve ser um livro inteligente para desenvolver e esclarecer a inteligência e apurar o pensamento. Deve alimentar a imaginação, poi o homem não se cria só através da necessidade, mas também através do desejo. E o livro infantil deve acordar a consciência, deve acordá-la agudamente, inequivocamente, para que a criança desenvolva o sentido da responsabilidade, da liberdade e da escolha. Um bom livro não é necessariamente um livro didáctico, mas é sempre necessariamente um livro educador.»

Sophia de Mello Breyner Andresen - excertos  de entrevista ao Diário de Lisboa (1964)