segunda-feira, 23 de julho de 2018

Gastar a vida...


Gastou-se o amor e a ira
fugidos no tempo
de precoce abandono.
e no esquecimento.
nem a crueldade pura do sol
nem a transparência livre da água
catarsificou o sentimento...
tudo rodou, rodopiou ao vento.

Correu, girou, calou...

Foi assim... gastou-se no momento
... e passou.


Maria - (25/03/1993)