domingo, 18 de abril de 2010

Gato branco sob o céu




O céu tem ilhas de azul e as nuvens escurecidas e pesadas de água estão orladas por fitas claras de luminosidade.
...E, de vez em quando, a chuva cai em bátegas grossas e geladas que fazem um barulho rítmico que ecoa sobre os telhados e parece que se cola às vidraças.
No entanto, é uma manhã de Abril, uma daquelas manhãs da outrora Primavera, que agora só surge em breves lapsos de memória.
As flores dos pinheiros derramam o pólen molhado e pegajoso ao vento e parece sorrirem por entre o verde-negro das carumas que espetam o ar frio.
No solo,em montes cinza e branco, florescem as giestas E os brotos dos carvalhos oferecem aos olhos carentes de amplidão a maravilha dum verde tenro orlado a rosa levemente acastanhado.
E eu...sinto-te perto de mim.