sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Destino



Toda a tristeza tem razão de ser.
Em cada vida há sempre uma desgraça
- sina terrível que o destino traça,
e cada um de nós tem de sofrer.

Domina, tem a força de um dever,
sufoca-nos a voz - cruel mordaça!
Não se pode afastar, só embaraça,
não nos deixa gritar, cantar, viver!

Remédio para a dor, quem o terá?
A causa da desgraça aonde está?
Quero gritar, não sei da minha voz!

E, entretanto, é tão fácil triunfar...
O remédio consiste em se encontrar
alguém mais desgraçado do que nós.

V. Vitorino