quarta-feira, 9 de junho de 2010

Arco-íris




No arco-íris de um país estranho
O milagre de Pã aconteceu,
Num alento de vida, dom tamanho,
Bafejando o corpo que foi teu.

Tudo é secreto e lindo se a harmonia
Existe entre o pensar e o sentir;
Se puder dar à nossa fantasia
Alimento feito de arte a eclodir.

Quedo toda enlevada na beleza
De tempos que passaram, de quimeras,
A tentar recriar um amanhã...

E gosto de penetrar com singeleza
Todo esse universo de outras eras
De que sei zombaria o meu deus Pã.

Sophia Guiomar, Poemetos